fbpx

3 dicas para aprender mais e melhor

3 dicas para aprender mais e melhor

29 de dezembro de 2018 Blog 0
1280558 L - 3 dicas para aprender mais e melhor

Todos que querem alcançar a alta performance contínua precisam fazer um constante movimento de aprendizado. E este movimento tem que ocorrer com eficiência, de modo que esta pessoa seja diariamente sua melhor versão. Você se enxerga desta forma?

Aprender é necessário, mas nem sempre é uma missão simples, principalmente quando não sabemos bem o que estudar e quando o que precisamos aprender não está entre nossos assuntos favoritos. Entretanto, trouxe para você 3 dicas para te auxiliar a dar um upgrade na sua performance na hora de estudar:

1. Defina seu objetivo de aprendizagem

O primeiro passo para aprender de maneira mais eficiente é saber claramente o que (quais competências) você quer aprender.

Um método que eu costumo utilizar para definir os objetivos dos meus programas de treinamento, workshops e de Team Coaching é o CHA. Ele pode te auxiliar a elaborar melhor suas metas de estudos.

O CHA é um conceito construído para definir a ideia de competências e foi originado da obra “The quest for competencies”, que Scott B. Parry publicou em 1996. Ele dizia que Competências é um agrupamento de conhecimentos, habilidades e atitudes correlacionados, que afeta parte considerável da atividade de alguém, que se relaciona com o desempenho, que pode ser medido segundo padrões pré-estabelecidos e que pode ser melhorado por meio de treinamento e desenvolvimento (1).

O CHA é justamente a sigla dos três pilares desta definição de Parry: o C corresponde a conhecimentos (conceitos e técnicas aprendidos através de reflexões, trocas e transferência de informações), o H a habilidades (todo tipo de experiência prática) e o A remete a atitudes (decisões conscientes sobre seu modo de ser).

Conhecimentos, habilidades e atitudes são objetos de aprendizagem, por isto este modelo cumpre com louvor a missão de me ajudar a definir meus objetivos de estudos. Diante deste conceito, gosto de identificar que, por exemplo quero aprender:

  • Conhecimentos: Entender a diferença entre renda fixa e renda variável, identificar minhas emoções e compreender mais sobre Gestão de Projetos.
  • Habilidades: Listar meus objetivos diários, utilizar o Excel e falar bem em público.
  • Atitudes: Ser mais empática, ser mais disciplinada e me preocupar mais com minha educação financeira.

>> Tem dificuldade em modificar seus hábitos? <<

2. Aprenda NA PRÁTICA:

Em 1969 o professor Edgar Dale (2) identificou a efetividade das diversas formas de aprendizagem existentes e concluiu que, após uma semana, as pessoas aprendem apenas 10% do conteúdo quando elas o leem. Por outro lado, Dale verificou que 80% destas competências se fixam diante da prática.

Se você aplica os conhecimentos, você aproxima-o da sua realidade e mobiliza mais áreas do seu cérebro, obtendo maior sucesso na aprendizagem.

3. Ensine a outra pessoa

Segundo Dale (2), só existe uma forma de aprender ainda mais e melhor do que na prática: ensinando outra pessoa. Escolha uma pessoa próxima e tente ensinar o assunto que você quer adquirir, e isto vai te dar um ganho excepcional na aprendizagem. Por que? Porque mais áreas do cérebro são mobilizadas ao: 1) aprender para 2) ensinar a outra pessoa e, desta forma, 2) revisar o conteúdo mais uma vez.

(1) PARRY, Scott B. The quest for competencies. 1996.

(2) DALE, Edgar. The cone of learning. 1969.

Comente usando o Facebook

 

Deixe uma resposta