fbpx

Empregabilidade e relacionamentos

Empregabilidade e relacionamentos

28 de março de 2016 Blog 0
office 620822 1920 - Empregabilidade e relacionamentos

Esse é o primeiro post dessa sessão sobre empregabilidade, onde estarei abordando diversos aspectos do tema, partindo do atitudinal para os demais campos.

Para começar, o que é empregabilidade para você? Muita gente pensa logo em algo que envolva criação de currículos, etiqueta para entrevista de emprego e atuação, oratória e similares.. Mas não é só isso. Para alguns autores, empregabilidade é algo como a capacidade de a pessoa conseguir ser e manter-se empregada, mas prefiro ir além nesse significado. Capacidade é o mesmo habilidade, mas o mercado pede muito mais do que um “saber fazer” algo. O mercado atual pede competências interdimensionais bem desenvolvidas, o que compreende o saber (conhecimentos), o saber fazer (habilidades) e o ser (atitudinal), então resumir a “capacidade de…” é se manter em desatualização. Como gosto muito de metáforas (elas solidificam melhor a informação por terem uma ligação com algum contexto que já conhecemos e que faz parte de nossa vida), prefiro dizer que empregabilidade é nada mais, nada menos que ser atraente para o mercado de trabalho. “Como assim, Aline?”. Vou explicar!

Na nossa vida, quando nos apaixonamos por alguém, fazemos de tudo para mostrar-se disponível, ser visível e ser atraente (não só falo de aparência) para a pessoa desejada. O mesmo é com o mercado de trabalho! Quando você se encanta por uma vaga de emprego, você vai atrás, se mostra disponível a se dedicar a isso e a dar o seu melhor, tenta convencer que é o/a melhor pretendente e que vai ser uma relação de fidelidade e crescimento mútuo (ao menos essa é a expectativa). E quando a pessoa/o mercado de trabalho fica de lhe dar uma resposta sobre sua proposta, você não dorme direito, soa frio, só pensa nisso e por pouco não passa mal…. É ou não? 😛

É fazendo esse tipo de analogia que costumo falar sobre o tema. Outras analogias ainda relacionando empregabilidade e relacionamentos são bem-vindas, como – por exemplo:

  • A empresa contratante é ciumenta e exige fidelidade: assim como num relacionamento, uma empresa que diga “sim” para sua proposta não quer imaginar ver você trocando de pretendente sempre que houver oportunidade. Fidelizar é importante para avançar no relacionamento!
  • A confiança se aperfeiçoa com o tempo: no começo do relacionamento você x empresa muita coisa ainda vai ser tabu ou de difícil acesso, mas com o tempo você pode ir adquirindo confiança para conquistá-las.
  • A empresa pode até gostar de você, mas se você não vai se prender a você (entre +7 Milhões de pessoas nesse mundão) caso você não atenda às expectativas dela: semelhante aos exemplos de relacionamentos na nossa vida, quando é difícil desacostumar a viver sem manter a relação entre vocês dois, mas que isso vai ser um processo necessário caso uma das partes ver que é melhor partir pra outra.

Essas e outras metáforas relacionando empregabilidade e relacionamentos podem ser encontradas no meu vídeo abaixo. Confira um pouco mais sobre o assunto e comenta o que achou!

 

Abração, protagonista!

Comente usando o Facebook

 

Deixe uma resposta