fbpx

ESL One 2017 e o futuro das profissões

ESL One 2017 e o futuro das profissões

14 de julho de 2017 Blog 0
19895098 10156408520949778 3463238562044845098 n - ESL One 2017 e o futuro das profissões

giphy - ESL One 2017 e o futuro das profissõesDos dias 7 a 9 de julho aconteceu a ESL One Cologne 2017 na Arena LANXESS, na Alemanha. É o campeonato mundial do jogo Counter Strike realizado pela ESL Gaming Network, que movimentou milhões de pessoas em todo o planeta. Todos os jogos foram transmitidos através da ESL TV online, da Sport TV e da Live no Facebook. A partida final, no dia 09 de julho, durou 4h, a equipe brasileira SK Gaming foi a campeã e teve mais de 221 mil visualizações apenas na transmissão no Facebook. Esse campeonato me trouxe reflexões sobre o futuro das profissões que quero compartilhar com você.

O que Counter Strike tem a ver com o futuro das profissões?

Soube da ESL One através do meu irmão mais novo, que assistiu a quase todos os jogos, vidrado no celular. Eu, como gosto de de games e de acompanhar as tendências, resolvi conferir também. Durante todo o momento em que estive acompanhando lembrei que quando eu jogava Counter Strike, há alguns anos, muitos consideravam apenas uma diversão “boba”. Hoje vejo que jogador de Counter Strike se tornou uma profissão legítima e promotora de mudanças que pedem nossa atenção.

Até algumas décadas atrás as profissões que dominavam o mercado eram a de médico, arquiteto, engenheiro e advogado. Por muito tempo persistiu a ideia de que eram os únicos caminhos de obter sucesso profissional. Apesar de ainda haverem grandes resquício desse pensamento, grandes transformações foram feitas e inúmeras profissões têm ascendido de e para caminhos diferentes.

Ao assistir a final da ESL One eu parei para pensar quantas transformações de profissões cabiam naquela partida. Locutor de jogo de Counter Strike, jogador profissional de Counter Strike, treinador de Counter Strike, coach (sim, eles têm coaches), comentarista de jogo de Counter Strike, técnico de transmissão ao vivo, social media… A lista é gigante! Isso foi retirado apenas de uma partida final da ESL One. Quantas oportunidades existem em outras tantas situações?

Grandes inovações são mudanças sociais

O que me impressiona é a falta de acesso ainda hoje à compreensão desses novos formatos de trabalho. As profissões, os critérios de contratação, admissão e demissão e os ambientes de trabalho são alguns dos contextos amplamente modificados. Contudo, quando vou conversar com jovens sobe carreira ainda vejo que falta a eles o entendimento sobre isso. Ainda se acredita muito que medicina, direito, engenharia e arquitetura (nos formatos tradicionais) são os principais caminhos, e que no máximo o concurso público ou emprego em uma função administrativa cabe nas possibilidades. Falta-nos enxergar que não só há novas possibilidades, como também essas áreas citadas tiveram grandes acréscimos de novos ramos e métodos de atuação.

Em muitos casos os jovens que têm essa visão ainda “quadrada” sobre profissões não se vêem em nenhuma dessas possibilidades tradicionais e se frustram porque se consideram fadados a viver algo que não lhes toca. Ser protagonista requer de você conhecer as oportunidades disponíveis para entender quais delas faz sentido para você. É tamanha a dificuldade desses jovens, com novas formas de pensar, de se encontrarem em meio à escassez.

Como diz o mestre Silvio Meira, “inovação é mudança de comportamento”. Meira ainda diz que as grandes mudanças são sociais, e é esse tipo de transformação que as novas oportunidades, como as da ESL One, oferecem. Temos que compreender esse movimento não só a título de curiosidade, mas também de maneira analítica. Nós fazemos parte disso. Nossos empregos e empreendimentos são abalados (direta ou indiretamente, a curto ou longo prazo), novas necessidades surgem e novos mercados e abrem. Quem acompanhar as novas ondas vai ser quem vai preencher as lacunas e sobreviver a elas com êxito. É esse tipo de capacidade perceptiva que fez surgir cases como Easy Taxi, Uber, Nubank, Pagseguro, BlaBlaCar e OLX.

A postura esperada diante as mudanças

Nossa localização dentro dessas transformações não pode ser indefinida. Temos que compreender onde e como estamos implicados. Nos nossos resultados há um elemento forte chamado protagonismo, mas as transformações externas também são importantes balizadoras. Compreendê-las as coloca sob nossa intervenção, deslocando a responsabilidade para nossas mãos outra vez. Quando ela não está majoritariamente sob nosso controle, ficamos refém do acaso. Em que tipo de risco você está em relação a isso?

Hoje as possibilidades são múltiplas. De youtuber a engenheiro de mobilidade, especialista em cidades inteligentes, biomédico, coach, advogado, jogador de Counter Strike, social media, gestor, motorista de Uber, vendedor online, piloto de drone, secretário remoto, médico, analista de T.I. homeoffice, dono de e-commerce

O Uber fez os taxistas repensarem a forma que trabalhavam. Os youtubers remodelaram a ideia de criação de conteúdo. As mídias sociais criaram repercussões em como os jornalistas trabalham… Como você tem visualizado que sua atuação profissional está em relação as demandas atuais e futuras?

Como profissionais competentes temos que ser visionários e antenados. Isso faz toda a diferença. Para mim a ESL One 2017 não foi só uma liga qualquer, mas uma atualização, um ponto de reflexão

Comente usando o Facebook

 

Deixe uma resposta