fbpx

Inteligência emocional

Inteligência emocional

9 de abril de 2016 Blog 0
inteligencia emocional franchises1 - Inteligência emocional

Há muito tempo tinha-se noção sobre a existência de um único tipo de inteligência, relacionado raciocínio lógico e matemático, mas desde o surgimento das teorias de inteligência social (por Robert L. Thorndike, em 1920) a capacidade emocional e social humana começou a ser avaliada, medida e anunciada como um tipo de inteligência. A partir da década de 60 o termo inteligência emocional (IE) começou a ser visto e tido como a capacidade de um indivíduo de perceber e gerenciar as suas emoções (intrapessoal) e de outras pessoas (interpessoal).

Segundo a Psicologia e as Neurociências existem cinco emoções básicas, que resultam em todas outras:

  • Medo
  • Nojo/repugnância
  • Tristeza
  • Alegria
  • Raiva

Todas essas emoções têm pontos positivos e negativos, dependendo apenas da “dosagem” usada. Por exemplo, a raiva é uma das emoções com mais energia, e se direcionada corretamente pode nos ajudar a sermos mais produtivos. De semelhante forma, a tristeza – quando na medida certa – sensibiliza e traz calmaria. Cabe à pessoa inteligente emocionalmente identificar e gerenciar essa emoções e as resultantes delas para obter uma vida mais leve, saudável, feliz e produtiva.

Habilidades da IE

  • Intrapessoal: Autoconsciência (se perceber e identificar o que está sentindo e como reage emocionalmente às situações), autocontrole (saber controlar suas emoções) e automotivação (canalizar suas emoções para alcançar objetivos e alta performance).
  • Interpessoal: Empatia (se colocar no lugar do outro), reconhecimento das emoções dos outros e relacionamento interpessoal (saber lidar com outras pessoas de maneira saudável). Elas, em especial, são fundamentais para líderesliderados e negociação de soluções.

Por que eu devo ser inteligente emocionalmente?

Vários estudos já comprovam a diferença que a inteligência emocional promove na vida de um indivíduo. Pessoas com QI alto (inteligência lógico-matemática) são superadas por pessoas inteligentes emocionalmente em muitas situações, podendo a chegar a 70% das vezes. Além disso, quem desenvolve a IE na adolescência ou início da vida adulta tende a ter sucesso profissional, relacionamentos amorosos mais longos e estáveis, baixos níveis de depressão e ansiedade e uma vida mais saudável.

O que isso tudo tem a ver com a inteligência emocional? Tudo! Quando você sabe lidar com suas emoções, evita desgastes de saúde (como dores de cabeça, mal estar e desequilíbrio de pressão arterial), sabe construir relações mais saudáveis, não se sobrecarrega e ansiedade e pensamentos destrutivos e dá preferência ao que te faz bem.

Empregabilidade, mercado de trabalho e IE

Empresas querem contratar boas pessoas para transformá-las em bons profissionais, para isso valores e competências, especialmente as habilidades e atitudes, são analisadas com muito mais ênfase [veja o post sobre valores pessoais e o sobre competências profissionais para saber mais sobre isso!], e a inteligência emocional é uma competência, assim como a liderança, que está dentro desse modelo de avaliação atual. Motivo? As empresas gastam menos, têm resultados melhores, funcionários mais felizes e maior permanência dos seus funcionários, que se mostram aptos a caminhar no plano de carreira da organização.

A Força Aérea norte-americana tem adotado testes para avaliar a inteligência emocional de seus candidatos, e com isso tem economizado US$ 3 milhões por ano de seus cofres.

Seis perguntas para descobrir meu nível de Inteligência Emocional

Todos devem estar em constante aprimoramento de suas competências, como a inteligência emocional, e elas sempre vão estar variando de nível (para mais e para menos também, dependendo do contexto), mas há casos gritantes, onde a urgência de melhoria é gigante. Como saber que você tá nesse nível? Se você responder sim para a maioria das perguntas abaixo, é porque você tá precisando ser mais inteligente emocionalmente:

  1. Você frequentemente tem a sensação de que os outros não entendem o que você fala e isso o deixa frustrado?
  2. Você sempre acha que as pessoas estão exagerando?
  3. Você acha que ter uma boa relação com as pessoas do seu trabalho não é algo importante?
  4. Você cria, com relação aos outros, as mesmas expectativas que tem sobre si mesmo?
  5. Você culpa os outros pelos problemas que você ou sua equipe de trabalho enfrenta(m)?
  6. Você acha irritante quando alguém espera que você saiba como ele está se sentindo?

Oito afirmações para saber se sou inteligente emocionalmente

São oito práticas comuns aos portadores de bom nível de IE:

  1. Assumir a responsabilidade do que acontece na sua vida, ao invés de culpar (mãe, professor, amiga, Dilma, a crise, o papa, o vizinho, a pessoa que não vai com a sua cara, seu cachorro, a chuva…) as outras pessoas e as circunstâncias.
  2. Se permitir chorar e aceitar as tristezas para levantar a cabeça e seguir a vida.
  3. Conhecer seus talentos e habilidades para explorar todo seu potencial.
  4. Usar a raiva do que acontece com você como energia para se superar ainda mais.
  5. Reconhecer seus medos para superá-los e usar essa emoção para a ação.
  6. Perdoar-se e aprender com seus erros para se libertar desses e aprender, vendo o erro como uma forma de aprender como não fazer algo.
  7. Ser feliz fazendo o que ama, pois isso nada mais é do que estimular boas emoções e promover uma vida mais leve.
  8. Expressar o amor em tudo que faz. Isso não significa, necessariamente, sair distribuindo flores, corações de pelúcia e chocolates por aí, mas dar seu melhor no que faz e ser mais gentil e carinhoso/carinhosa.

Recomendo para você!

Para reforçar o aprendizado sobre Inteligência Emocional de uma maneira mais leve, prática divertida e menos “acadêmica”, recomendo o filme Divertida Mente (Inside Out, 2015). Ele mostra bem como as cinco emoções básicas estão presentes na nossa vida e como, quando estão desequilibradas, podem nos levar a situações complicadas. Além disso, fala sobre valores pessoais, item também muito importante quando se fala em empregabilidade [clique aqui veja o meu post sobre valores pessoais]. Confira o primeiro trailer oficial desse filme:

Entende agora a importância da IE para o mercado? Então vamos nos aperfeiçoar para sermos – cada vez mais – pessoasprofissionais melhores!

Abração!

Comente usando o Facebook

 

Deixe uma resposta