fbpx

Precisamos falar de liderança feminina

Precisamos falar de liderança feminina

28 de setembro de 2016 Liderança 0
aircraft 428894 1920 - Precisamos falar de liderança feminina

As mulheres têm a cada dia mais buscado o lugar delas nas mais diversas áreas, principalmente naquelas em que elas não tinham grande representatividade. Baseada em alguns estudos e experiências pessoais vim falar um pouco sobre a liderança feminina, seus desafios e o que tem a trazer de positivo para o mercado (e para a humanidade!).

Eu já passei por muitas áreas, e a mais recente (antes do segmento liderança, coaching e empreendedorismo em que estou agora) foi a da tecnologia. Foram quase 4 anos atuando com tecnologia, e duas áreas de formação nas TICs: design e programação de softwares. Tive algumas experiências muito importantes com o Microsoft Innovation Center (Centro de Inovação da Microsoft) em Recife e com o programa e desafio Technovation Challenge que me mostraram a dura realidade da dificuldade da inserção das mulheres na tecnologia e nos cargos de liderança. Com isso, comecei a chegar junto de iniciativas como o Women Who Code e o Geek Night Mulheres (da ThoughtWorks) para entender mais sobre isso.

Nesse período conheci dados como o de que apenas 5% das startups de tecnologia são lideradas por mulheres, e isso me deixou bem inquieta para compreender os desafios que existem em ser uma mulher líder (independente da área).

Desafios de ser mulher líder

Vários desafios existem quando se fala em ser uma mulher líder. A muito comum dupla jornada feminina, a discriminação no ambiente de trabalho, a diferença de oportunidades em relação aos homens (sim, ela ainda existe) e a autoconfiança – que muitas vezes é abalada por toda uma estrutura cultural que tenta impor que a mulher não pode estar inserida em determinados cenários – são algumas dessas dificuldades presentes. Quem é mulher sabe o que é ter a qualidade de seu trabalho questionada por ser mulher. Ou melhor, pela discriminação contra as mulheres. O assédio também é uma situação difícil que aparece em muitos dos casos.

Principalmente como líderes, as mulheres têm que contornar e superar todos esses desafios. Isso faz com que a sua jornada se duplique, triplique, quadruplique…

8 fatos que mostram que elas podem liderar

  1. Mulheres prestam mais atenção a detalhes, são intuitivas e muito sensitivas, características que melhoram seu desempenho na gestão de negócios.
  2. Existem 8 Milhões de mulheres empreendedoras formais no país e cerca de 22 Milhões de mulheres empreendedoras (formais e não-formais).
  3. As mulheres são responsáveis únicas pelo sustento de mais de 35% dos lares brasileiros e dos 65% restantes, boa parte colabora com os custos de sobrevivência (Fonte: http://bit.ly/2bQzSah).
  4. Elas estão mais ativas no mercado de trabalho.
  5. O foco nas pessoas como forma de liderança é característica comum a elas.
  6. As mulheres estão investindo mais em educação: 6 a cada 10 títulos de mestrado pertencem a mulheres.
  7. São multitarefa e tendem a conciliar melhor suas atividades profissionais com as atividades pessoais.
  8. Equipes mistas atuando em projetos promovem um maior desempenho para a empresa e para a experiência de consumo do cliente.

A rica diversidade promovida pela liderança feminina

Isso não é sobre dizer que as mulheres são melhores do que os homens… nem o contrário! Ambos têm igual poder de liderança, só que com tendência a terem focos e skills diferentes um do outro. Como o 8° ponto da lista que você acabou de ler diz, a diversidade agrega muito ao ambiente de trabalho. As múltiplas habilidades e os diversos perfis tendem a trazer visão e atuação muito mais ampla e rica.

Mas o que fazer para “ajudar” as mulheres?

As mulheres são fortes, guerreiras e cheia de potencial por si só. Elas só precisam de oportunidades (lê-se menos amarras). Um texto muito interessante do Paulo Tenório Filho (da startup Trakto) no medium disse algo que eu acredito muito: “You probably have an amazing woman at your side, working with you or even on the mirror. All you have to do is just let them do what ever they want.” Traduzindo:


Você provavelmente tem uma mulher incrível ao seu lado, trabalhando com você ou até mesmo no espelho. Tudo que você tem a fazer é apenas deixá-las sempre fazer o que querem.“.


É isso! Deixem as mulheres mostrar seu potencial na área que quiserem. Essa é a maior contribuição que pode existir para elas!

Várias iniciativas estão surgindo para mostrar o potencial das mulheres. Elas têm prosperado por darem vez a uma importante agente de mudança que pode contribuir com a ampliação de atuação e visão das corporações. Estes projetos entenderam que todos devem ser vistos como iguais. Com relação a oportunidades de crescimento, acreditam que deve ser segundo sua capacidade, e não seu gênero.

Capacidade não tem gênero, e iniciativas como o MIA (Mulheres Investidoras Anjo), a Rede Ela Empreendedora, o Women Who Code, o Technovation Challenge, o Code Girl e o Winspiration têm provado isso.

E quanto você tem colaborado para as mulheres líderes?

Comente usando o Facebook

 

Deixe uma resposta