fbpx

Menos mimimi, mais aprendizado e ação. Isso mudou minha vida!

Menos mimimi, mais aprendizado e ação. Isso mudou minha vida!

10 de abril de 2016 Blog 0
otimista - Menos mimimi, mais aprendizado e ação. Isso mudou minha vida!

facebook on this day 136397061517503901 150325095552 - Menos mimimi, mais aprendizado e ação. Isso mudou minha vida!Há um tempo o Facebook disponibilizou a opção de conferirmos o que postamos naquela mesma data e mês em outros anos desde que começamos a usar a rede social. Com isso, parei para analisar os posts de 3 ou 4 anos atrás e refletir sobre quem eu era e quem me tornei a partir das minhas publicações. Vi quão gritante foi a mudança.

Contextualizando: eu era uma jovem que vivia lamentando a vida, acomodada a uma depressão sutil (porém amarga), cheia de mimimi e habituada a uma vida “mais ou menos”… Estava passando por situações bem complicadas, mas não conseguia sair da lama que essa sequência de eventos me trouxeram. Eu tinha um excelente desempenho escolar e uma vida profissional na tecnologia em ótimo desenvolvimento, mas não era bem-resolvida comigo mesma, então por isso vivia estagnada. Não adiantava nada todo conhecimento e desenvolvimento técnico se meu atitudinal e meu emocional me prendiam. Por causa da situação deles construí relações instáveis, abracei um modo monocolor de ver a vida e murchei.

Sabe qual foi o divisor de águas da minha vida? Foram três lições que aprendi da pior forma, mas que foram decisivas:

Lição #1: menos pensamentos negativos & menos mimimi

Eu percebi que pensar, absorver e falar coisas negativas só fazia tudo ficar ainda mais “cinza”, mas não sabia de nada que comprovasse essa408392 543182879039691 1271342608 n large 300x300 - Menos mimimi, mais aprendizado e ação. Isso mudou minha vida! minhas descoberta pessoal de 3 anos atrás, até que há pouco vi que há estudos sendo feitos em todo o mundo chegando perto da comprovação de que, realmente, o pensamento negativo só reforça outros pesamentos negativos e nos levam a um lamaçal vicioso. O pensamento cria uma conexão neuronal, que está sempre ligada a um tipo de comportamento que é sucedido automaticamente por uma emoção. Cada vez que você volta a esse pensamento essa conexão se fortalece e se torna mais rápida, facilitando que esse ciclo se repita com mais e mais frequência. É um ciclo vicioso que muda fisio e FISICAMENTE o nosso cérebro. Companhias negativas (que vêem a vida em 50 tons de preto e banco), músicas depressivas e, programas de TV cheios de notícias desestimulantes também reforçam esse ciclo cerebral que deixa a vida mais down.

Ao compreender isso larguei de lado a pena que eu sentia de mim, comecei a canalizar minhas energias e emoções para me impulsionar e me esforcei para reclamar menos, mesmo quando eu realmente me desagradava da situação. Prometi a mim mesma que eu ia tentar até conseguir (carrego essa missão comigo até hoje), e comecei a afirmar mais para mim tudo que eu tinha de pontos positivos, alimentando boas crenças sobre mim sem exagerar para não me embebedar na soberba. Isso me deu um ganho de vitalidade, produtividade e plenitude SOBREHUMANO, pois eu não perdia mais tempo com essas energias pesadas da vida… Dificuldades e tristezas? Sim, há. Contudo, decidir viver a vida me permitindo ser feliz de vez. Eu sabia que pudia superar e isso passou a motivar a lutar!

[em outro dia e outro post falo mais sobre como se libertar de pensamentos negativos]

Lição #2: tudo é uma lição, a gente tem que aprender!

Além de mudar meus pensamentos, passei a me predispor a aprender com as situações difíceis que viessem. É como conta o clichê do copo que foi cheio com água até a metade: a vida é como esse copo; você é quem decide se ele tá meio cheio ou meio vazio. Toda situação tem algo a ensinar, e entender isso é fundamental!

Lição #3: seja a mudança que quer ver!

Beleza! Já aprendi a pensar mais positivo e a aprender com as situações, mas e agora? Essa é a hora em que você levanta da cadeira e começa a fazer algo que realmente gere mudança para os problemas que você criticava, ao invés de cruzar os braços e somente lamentar. Eu já era relativamente ativa, mas foi graças a essa lição que comecei a ser conhecida como a“pequena prodígio” (não gosto desses títulos, mas ok) e que nasceu o projeto que faz meu olho brilhar até hoje, o Instituto Fora da Caixa. Hoje eu entendo que – por exemplo – ao invés de reclamar que a educação tá ruim, eu tenho que ir lá para provocar a transformação que quero ver. Isso para tudo na vida. É como diz o cantor Lenine na sua música Do It (o título já é sugestivo para o tema):

“Tá cansada? Senta! Se acredita, tenta. Se tá frio, esquenta. […] Não tá bom? Melhora!”

 

O momento em que resolvi parar de mimimi, me abri a usar as situações difíceis como aprendizado e começar a fazer algo que realmente surtisse efeito dividiu minha vida em “vida sem vida” e “vida viva”. Isso tudo faz parte da Inteligência emocional, que é a capacidade de lidar com suas emoções e de outras pessoas (saiba mais sobre neste meu post sobre o tema). Um ano depois de 1 ano de libertação do meu eu negativo, dei um salto na carreira, um salto nos estudos e um salto de bungee jumping para marcar no meu cérebro a lembrança de que eu tenho valor, tenho força e sou feliz de verdade sendo essa “nova Aline” [no coaching isso se chama âncora e irei falar mais disso em outro post]. A mudança foi gigante! Finalmente eu era eu!

Liberte-se da estagnação vivendo numa perspectiva mais positiva, evite o mimimi, aprenda com as situações e aja ao invés de murmurar. Você vai ver sua vida dar passos bem mais interessantes, ao invés de somente caminhar por caminhar!

Não são sua reclamações que vão fazer a coisas mudarem, mas sua mudança é que vai fazer as coisas melhorarem!

É isso, protagonista! Abração!

Comente usando o Facebook

 

Deixe uma resposta